•  
     

Mulher atingida no rosto compara ação policial à ditadura



A professora Maria Carvalho, que levou uma bala de borracha no rosto ao sair da igreja da Consolação durante protestos contra o aumento da tarifa do transporte coletiva nesta quinta-feira(13) em SP, comparou a repressão policial à da época da ditadura.